domingo, 14 de fevereiro de 2016

Profissionais liberais e autônomos devem ficar atentos para não cair na ‘boca do leão’ Se os valores fornecidos pelo prestador de serviço e o cliente divergirem ambos podem cair na malha fina

Os profissionais liberais e autônomos precisam tomar cuidado na hora de declarar o Imposto de Renda (IR) este ano. Isso porque, desde janeiro do ano passado, a Receita Federal determinou a obrigatoriedade de informar no programa de Recolhimento Mensal Obrigatório, ou carnê-leão, o CPF de cada um dos clientes atendidos. Se houver divergências, a chance de cair na malha fina é grande. Até 2014, apenas os pagamentos eram declarados sem a identificação de quantas e quem eram essas pessoas.
“Antigamente era apenas informada a estimativa do valor recebido por mês. A Receita determinou o lançamento mês a mês dessas informações, o programa ainda não foi disponibilizado, mas é bem provável que esses dados sejam migrados para a declaração”, disse o advogado Robson Amador, membro da Comissão de Direito Tributário da OAB Santos.
A mudança visa diminuir o número de contribuintes - pessoa física - que cai na malha fina. "Essa nova exigência permite à Receita Federal cruzar as informações entre o profissional que prestou o serviço e o cliente. Se os valores fornecidos não baterem, ambos cairão na malha fina, e essa diferença pode ser de apenas um centavo. A tendência é que os casos de declarações retidas tripliquem este ano", explicou Amador. Segundo o advogado, a demanda de profissionais liberais e autônomos que procura informações sobre o assunto e que deseja regularizar a situação aumentou.
A dica para médicos, psicólogos, dentistas, fisioterapeutas, advogados ou quaisquer outros profissionais liberais e autônomos é que analise os 12 meses de 2015 e já deixe organizado os recebimentos no livro caixa.
Os lançamentos são feitos por meio de programa disponibilizado no site da Receita Federal. O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda este ano terá início no próximo dia 1º de março e término no dia 29 de abril.
Segundo a Receita Federal, em 2015, 617.695 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2015 caíram na malha fina.  Desse total, 29,3% apresentaram problemas com a omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes e 21% com despesas médicas.
"As pessoas precisam saber que omitir informações, tentar enganar a Receita Federal é crime. Uma coisa muito comum é os contribuintes lançarem despesas médicas que não foram delas. Gastos laboratoriais, hospitalares, com plano de saúde, exames e até próteses mamárias são dedutíveis, desde que sejam do titular ou de seus dependentes", observa Amador.

Nenhum comentário:

(27)99757-7034 WhatsAPP

(27)99757-7034 WhatsAPP


Situação da Restituição:

Caso a restituição não tenha sido creditada, ligue para a Central de Atendimento BB 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos) ou entre em contato com qualquer agência do Banco do Brasil S.A. para solicitar/reagendar o crédito.


Curtir ✔ Comentar ✔ Compartilhar ✔ Inscreva-Se ✔ IRPF (27)99757-7034 WhatsAPP

Imposto de Renda 2018 IRPF Prof.Jean Javarini (27)99757-7034 WhatsAPP (27)99757-7034 Resolva sua declaração de Imposto de Renda conosco. Cansado de fazer seu Imposto de Renda? Gostaria de achar um consultor capacitado, que fizesse seu IRPF de 2018, para você, de forma eficaz, segura, rápida e garantida? Nós resolvemos sua Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) para você de maneira rápida, segura, fácil e sigilosa. Situação da Restituição: Caso a restituição não tenha sido creditada, ligue para a Central de Atendimento BB 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos) ou entre em contato com qualquer agência do Banco do Brasil S.A. para solicitar/reagendar o crédito.